A barriguda do Santo Antônio

O trânsito acelerado não permite. Se permitisse, centenas de motoristas, que trocam diariamente a Avenida do Contorno, no Santo Antônio, pela Rua Joaquim Murtinho em busca da Avenida Prudente de Morais, poderiam apreciar um belo espetáculo da natureza.

barrigudaA barriguda deste caso não é uma mulher grávida, mas uma árvore de exótica beleza (cavanillesia arborea). Neste mês de outubro, ela sacrificou suas folhas para garantir “alimento” a seus incontáveis frutos de aspecto não menos incomum do que o da própria árvore mãe.

Imponente em seus cerca de 20 metros de altura, a barriguda ganhou esse nome popular por causa da avantajada circunferência da parte inferior de seu tronco esponjoso. Os frutos estão maduros, o que realça sua aparência especial: são alados, com quatro abas formando uma espécie de cata-vento. Em novembro, eles cairão em busca de terreno fértil. Pena é que vão dar de cara no cimento e no asfalto da cidade incapaz de percebê-los e de aplaudir seu show.

A barriguda fica à esquerda do motorista, logo no início da Rua Joaquim Murtinho, em seguida a um posto de gasolina. Habita o jardim de uma casa atualmente desocupada. Vale uma visita (por favor, sem selfie: a estrela não é o fotógrafo, mas a fotografada!).

Pedro Lobato

Pedro Lobato

Jornalista

2 comentários em “A barriguda do Santo Antônio

  • 7 de novembro de 2016 em 20:44
    Permalink

    Curiosidades e belezas simples da cidade que nos passam despercebidas cegados pela pressa e tensão do dia a dia.

    Resposta
  • 9 de novembro de 2016 em 16:08
    Permalink

    Este texto tão bonito , certamente inspirado pelas inúmeras maravilhas e curiosidades da natureza , chamou-me a atenção pela profunda admiração pela mesma.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *