Aristides José Vieira Carvalho

Aristides José Vieira Carvalho

Médico, mestre em medicina, especialista em clínica médica e em medicina de família e comunidade, professor do curso de medicina da FASEH e coordenador de Residência Multiprofissional da Atenção Básica/Saúde da Família da Secretaria de Saúde de Belo Horizonte.

8 comentários em “A escuta e a saúde perdida

  • 22 de dezembro de 2016 em 20:39
    Permalink

    É fato, a escuta faz um bem enorme às pessoas, portanto vamos exercitar está faceta tão difícil do processo de comunicação, tornando a convivência muito mais saudável. Abs.

    Resposta
  • 22 de dezembro de 2016 em 22:13
    Permalink

    Boa noite, Mestre!
    Felizmente temos a oportunidade de contribuir e ver funcionar a escuta na saúde. Ela marca o diferencial do cuidado no momento da consulta, realmente possibilitando que o profissional conheça o paciente e seu drama bem como, extrapolando, na área organizacional permite que o líder conheça seu liderado. Desse conhecimento aprofundado, realmente só podemos esperar por melhores resultados entregues, independente da área. Parabéns pelo texto.

    Resposta
  • 22 de dezembro de 2016 em 22:52
    Permalink

    Oi Aristides, muito bom ler seus artigos! Como estamos precisando de quem saiba escutar e de quem tenha sensibilidade para tornar o caminho mais ameno!

    Resposta
  • 23 de dezembro de 2016 em 15:29
    Permalink

    É verdade Aristides, através da escuta podemos realizar uma das ações mais belas, do ser humano: aliviar a dor e o sofrimento…

    excelente.

    Áurea das Graças Rodrigues.

    Resposta
  • 27 de dezembro de 2016 em 08:52
    Permalink

    Aristides, concordo com você a escuta é importantíssima cura a alma. Lindo texto. Abraços.

    Resposta
  • 27 de dezembro de 2016 em 17:54
    Permalink

    Sim escuta se pouco…não só na area da saúde, mas na vida mesmo. Este é na verdade um exercicio a ser feito. Observo que as pessoas estao mais individualistas e menos tolerantes. A escuta pode mudar muito nosso olhar… Muito bom texto Tides.

    Resposta
  • 29 de dezembro de 2016 em 17:58
    Permalink

    Prezado Aristides,
    Parabéns pelo texto objetivo e simples.
    Abraço,

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2017 em 10:14
    Permalink

    É verdade, as pessoas deveriam ouvir mais umas às outras. Acho que guardar para si suas angústias não faz bem. Por outro lado falar sobre elas possibilita ao próximo compreender melhor a maneira de agir do outro. Abraço

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *