A PBH errou feio nos anos 70

Belo Horizonte, início dos anos 70. O trânsito de veículos poderia ser considerado uma maravilha, se comparado com o que o temos hoje, mas na prefeitura o entendimento era o de que havia congestionamento no centro da cidade, em decorrência da concentração de atividades econômicas naquela área. Daí, decidiram pela criação de novos eixos de desenvolvimento, a partir de intervenções nos corredores de tráfego. A solução encontrada foi a retirada dos canteiros centrais de algumas avenidas. É o que se percebe neste vídeo, trecho de uma cópia de documentário que integra o acervo do Arquivo Público Mineiro.




Ronaldo Lenoir

Ronaldo Lenoir

Editor

2 comentários em “A PBH errou feio nos anos 70

  • 2 de novembro de 2016 em 12:06
    Permalink

    Tremendo erro, sem dúvida. Mas, naquele tempo, mais precisamente em 1974, foi criada a Plambel-Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A exemplo das suas congêneres de SP, Curitiba e outras capitais, que também tiveram criadas as suas regiões metropolitanas pela ditadura militar um ano antes, a Plamblel surgiu para coordenar o desenvolvimento da RMBH. Passados alguns anos, houve a redemocratização e a sociedade civil, num de seus erros mais clamorosos, extinguiu as Plambel da vida, taxando-as de entulho autoritário. Perdeu-se então todo o planejamento. Consequência: houve a conurbação e desde então a PBH segue a reboque da iniciativa privada e dando, cada vez mais, mais vez à era dos automóveis – no mundo todo essa cultura está nos estertores. Sem planejamento, pagamos todos.

    Resposta
  • 2 de novembro de 2016 em 12:59
    Permalink

    Um adendo: só em 2009 é que o governo estadual criou a Agência RMBH, outro órgão técnico. Muito pouco se sabe sobre o que ela anda fazendo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *