Do outro lado do desenho

Conhecido internacionalmente por suas esculturas e monumentos instalados nos espaços urbanos e pontos turísticos do Brasil, o artista plástico mineiro Leo Santana realiza exposição inédita em Belo Horizonte, na Casa Fiat de Cultura, até 4 de dezembro. Com entrada gratuita, a mostra “Do outro lado do desenho” apresenta 51 obras, entre desenhos em grafite e esculturas em bronze, que traçam um paralelo entre o bidimensional e o tridimensional.

Ao lado do desenho, a escultura em bronze é a principal técnica utilizada pelo artista em suas obras. Em um processo milenar, a fundição da escultura é um trabalho que envolve várias mãos, diversas etapas e alguns meses de produção. Santana é o autor da escultura do poeta Carlos Drummond de Andrade, no calçadão de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Para criação de suas obras, ele conta com a parceria da Fundição Artística Ana Vladia. Em todas elas, o artista desenha, faz a concepção da peça, modela a estrutura e detalhes da figura em argila e, então, começa o trabalho da equipe de Ana Vladia. Essa etapa prevê a  produção da forma em gesso e sua cópia em cera, aquecimento da peça e a  fundição em bronze.  Segundo Santana, a fundição também é uma arte.

  • Foto: Ignácio Costa

Local da exposição: Casa Fiat de Cultura, no Circuito Cultural Praça da Liberdade

Horário de funcionamento: Terça a sexta-feira, das 10h às 21h. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

 Informações: (31) 3289-8900




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *