Numa esquina da Savassi

Poderia ser uma esquina como outra qualquer. Talvez pior, pois, em vez de fazer uma simples quina, o prédio oferece uma parede de quase três metros de largura com uma abertura bem no meio. Era o nicho perfeito para mais uma vitrine que, certamente, teria de conviver com nossa tradicional demonstração de barbárie: as pichações.

arte_savassi2
Costela de Adão, óleo sobre tela de Wendell Leal

Poderia ser uma loja como outra qualquer. Uma ótica, dessas que proliferam pela cidade como coelhos em um cercado. É, sim, uma ótica que ocupa aquela loja, mas seu dono é diferente. Possuindo vitrine em ponto tão estratégico – Avenida Getúlio Vargas com Rua Fernandes Tourinho, em Belo Horizonte –, ele teve a ideia de oferecer a quem por ali passa algo de valor ainda maior do que os óculos que vende: arte.

A tal parede é mantida virginalmente branca e o recorte no centro dela, em vez de vitrine comercial, passou a exibir o trabalho de um artista plástico. Principalmente, pinturas. São obras inéditas que cada pintor convidado produz especialmente para ficar em exposição naquele local durante 30 dias.

Agora mesmo, está lá, para quem quiser apreciar, uma atraente Costela de Adão, óleo sobre tela que retrata com perfeição essa tradicional folhagem, tão comum nas casas de nossos pais e avós. É produto do talento do pintor Wendell Leal que, com certeiras pinceladas brancas,  conseguiu refletir a luz do nosso sol de primavera no verde escuro da folhagem.

Ninguém sabe quem será o próximo pintor e, muito menos, qual será o tema. Mas isso só aumenta a curiosidade de quem já descobriu o Projeto Galeria Recorte – nome dado ao espaço por seu genial inventor. O artista nada paga e seus admiradores menos ainda. É pura gentileza urbana que, se não dá dinheiro ao dono da ótica, rende-lhe a simpatia das pessoas que ainda preferem o belo e o limpo à sujeira das pichações. Parabéns.




Pedro Lobato

Pedro Lobato

Jornalista

6 comentários em “Numa esquina da Savassi

  • 6 de novembro de 2016 em 17:18
    Permalink

    Muito obrigado pelo belo texto e por entender claramente qual o meu objetivo com o Projeto Galeria Recorte, uma parceria da MultiVisão e da Nivel Produtora Cultural.
    A Savassi sempre será parte da culrura de BH!!!!!!!

    Resposta
    • Pedro Lobato
      6 de novembro de 2016 em 23:25
      Permalink

      De novo, parabéns pela iniciativa.
      Abraço
      Pedro Lobato

      Resposta
  • 6 de novembro de 2016 em 18:44
    Permalink

    Parabéns pela iniciativa! BH agradece!!

    Resposta
  • 7 de novembro de 2016 em 12:23
    Permalink

    NUMA ESQUINA DA SAVASSI nos reporta á uma BH elegante , onde o romântico se mistura a uma poesia agradável. Nos relembra uma cidade pitoresca e isso nos faz muito bem e até mesmo envaidecidos por morarmos aqui. Tão excelentes registros merecem meus sinceros parabéns!!!!!!

    Resposta
  • 7 de novembro de 2016 em 18:11
    Permalink

    Parabéns ao dono da Ótica, pela iniciativa. E a você Pedro Lobato, pela sensibilidade no olhar.
    Vou lá amanhã conferir.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *